À procura de você em alguém

71846_411847695566746_965396570_n

Em tentar me conformar que só lhe teria por aquela noite -mais uma vez, tentei rapidamente encontrar refúgio nos braços de outra pessoa, pensando que o quão mais rápido eu fizesse isso seria mais certo de que a saudade  de te não me atormentaria. Engano meu, dos grandes, fatal.
Involuntariamente meus sentidos te procuravam na outra pessoa, em vão.
Buscava aquela forma de olhar que me dizia tudo, buscava teu gestos, teus carinhos e até mesmo que me correspondesse da forma que sempre sabia que tu me corresponderia.
Como fui, e sou, boba, admito.
Mas por que isso? Porque aquela noite não foi apenas uma, foi mais uma, então tudo teu ta gravado em mim, até as palavras, cada palavra.
Mas de desobediente que sou continuei a tentar ir contra mim mesma, tentei mais uma vez, a mesma pessoa, as mesmas expectativas, mais uma vez experiência em vão.
Resultado? Aceitei que além de não ser possível ir contra algo tão recente, tão marcante, se deve deixar que novas experiências fluam naturalmente.
Tudo é como deve ser
E se tenho sede de ti, só tu podes me saciar.

yanna

Anúncios

Como se explica?

Como se explica a saudade de um abraço,
A vontade de uma companhia num fim de tarde gostoso, uma pessoa capaz de transformar um domingo entediante em um dia inesquecível;
Como se explica uma pessoa que faz a gente sentir falta dela como uma criança sente falta de um cobertor ?
Como se explica aquele aperto que dá no peito só de lembrar de cada gesto, tentar decifrá-los (afinal, o que você quer de mim?), e até de pensar que poderia ter aproveitado melhor cada minuto?
A gente  acaba se enchendo de perguntas, se enchendo de lembranças, de saudade, melancolia e até nostalgia, além de uma vontade grande de ta junto.

yanna