Sobre felicidade, matemática, amizade e forró.

E é ao som de Aviões do Forró volume três, que começo esse post, o cd ta tocando super alto no som daqui de casa, então vamos lá.

Por incrível que pareça, as músicas desse cd me lembram felicidade, lembro do dia em que a @heeyjees veio fazer uma mini-pesquisa de matemática aqui em casa, uma pesquisa super irritante, e tava tocando esse mesmo cd, nesse mesmo volume, e a gente tava tentando concluir a pesquisa, mas ao mesmo tempo super prestando atenção nas letras das músicas e rindo das coincidências da vida.

É incrível como coisas tão simples e bobas podem arrancar um sorriso do nosso rosto e nos trazer a felicidade, até mesmo quando temos uma obrigação pra ser concluída com tanta pressa, como uma pesquisa de matemática, afinal, qual foi a contribuição dos matemáticos Cauchy e Jacobi para o estudo de determinantes? Até hoje não sei ao certo.

Mas uma coisa eu sei, eu aprendi, que se dermos mais valor aos pequenos detalhes que nos cercam, teremos mais momentos felizes, e uma coisa é essencial, a companhia de amigos de verdade, não aqueles que depois de um tempo passam a falar com você somente quando tão precisando urgentemente da tua ajuda, amizade não é isso não, amizade é de certa forma indescritível, é como o amor, você tem que viver, não explicar, aliás, amizade é amor, e só quem tem amizades verdadeiras e sabe ser amigo é que entende o real valor que uma amizade tem, e feliz aquele que souber dar e receber esse amor.

bjs,

Yanna Cavalcante.