Eu paro tudo pra te observar um segundo

Posso parar qualquer coisa pra ter a oportunidade de te observar
E paro o segundo pra eternizar, te fotografo assim, olhando pro mar ou pra mim
perco a noção do tempo
Um segundo vale por uma hora, uma hora vale pela vida
Paro a dança, o carnaval, pra ser tua folia particular
Pra te ter do meu lado, ver de perto cada sinal, sarda, ligar elas à mim
De longe, sentir a alegria do teu sorriso chegar à mim do outro lado da rua
Respirar o mesmo ar enquanto vejo mandalas desenhadas nos teus olhos, enquanto me pergunto o quão profundo eles são, quanto amor cabe ali
Enquanto desenho-te, desenho em ti, com gestos
Eternizo.

yanna