LEI DA PALMADA? QUAL SERÁ A PRÓXIMA?

Entra ano e sai ano, nós brasileiros assistimos perplexos a grande e cômica imaginação dos políticos que supostamente nos servem. Pelos séculos do Brasil, a política sempre foi feita sem o povo. Até já falaram: “Façamos a revolução, antes que o povo faça!”. Na Proclamação da República, que não inseriu os anseios sociais do cidadão, o povo assistia a tudo bestializado, disse Aristídes Lobo, indagando que o povo pensava se tratar de um desfile militar quando o Marechal Deodoro da Fonseca golpeou a Monarquia, junto com seus parias militares.
Hoje, presenciamos outro grande golpe. O golpe do público que invadi a privação do sagrado lar de 190 milhões de brasileiros. A nova Lei é a Lei da palmada! É isso mesmo, caro leitor. Nossos excelentíssimos políticos estão interferindo na privacidade das famílias deste país fazendo aprovar uma Lei que proíbe os pais de baterem levemente em seus filhos.
Senhores (as), não estamos falando em espancamento, pois realmente é crime e merece retaliação. Estamos falando em educar filhos, o futuro do país (tomara que haja futuro!). uma palmada, ou algumas palmadinhas para proibir determinadas ações não vai afetar a índole e o caráter do futuro cidadão brasileiro. É preciso ter coerência de que o Brasil, país eqüidistante e com proporções continentais, é tão diverso quanto são heterogêneas as famílias que habitam o solo da “mãe gentil”.
Portanto, uma Lei que coage os pais não pode impor àqueles que arrimam suas famílias, seja pai, mãe ou responsável de educar seu filho como bem lhe convêm. Lembro-vos! São palmadas, e não surras e agressões. As crianças brasileiras precisam de educação de qualidade, de saúde digna e lazer. Tudo isso observado pela chamada constituição cidadã de 1988 (será se é mesmo cidadã?). São questões sociais que devem estar em pauta nas reuniões ordinárias, ou qualquer que seja do Congresso, das Câmaras e Assembléias.
Se hoje, um pai e/ou uma mãe não pode dar uns tapinhas nos seus PRÓPRIOS filhos, muitos destes viciam-se em drogas, viram criminosos, espancam e até matam seus pais. Quem deve mandar em quem? Os pais nos filhos ou os filhos nos pais? A sociedade brasileira vive um retrocesso com essa cômica “Lei”.
Espero que ainda possamos ver neste país leis sérias que combatam o tráfico, a miséria, o desemprego, a falta de qualidade na educação que tem suas formas com expressivo negativismo no resultado do ENEM, e mais importante mal que assola esse belo país, a corrupção política.

Professor Eduardo Fernandes
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s